CIGA promove curso sobre o Simples Nacional em Farroupilha

Você sabia que qualquer município brasileiro pode utilizar o G-Simples, sistema fornecido pelo CIGA para a gestão de dados do Simples Nacional. O município de Farroupilha, no Rio Grande do Sul que já é consorciado e utiliza o sistema, organizou com o CIGA um evento sobre o Simples Nacional para seus servidores, agentes políticos e agentes públicos de outros municípios da região.

O evento foi realizado na última quinta-feira, dia 2, no auditório da prefeitura. O analista de sistemas, Marcello Previdi representou o CIGA na ocasião, juntamente com auditor fiscal da Receita Municipal de Joinville, Maico Bettoni, que também integra a Câmara Técnica do CIGA.

Demonstração dos diferenciais do G-Simples

Durante a capacitação foram apresentados vários diferenciais do G-Simples, dentre eles a emissão de relatórios. Como o Simples Nacional gera um volume alto de dados, o auxílio da tecnologia é fundamental para simplificar o monitoramento e acompanhamento da arrecadação.

Atualmente são processados dados de mais de 1 milhão de contribuintes. Com o G-Simples é possível simplificar os processos do fisco municipal e acompanhar os relatórios de receitas dos contribuintes, informações sobre parcelamento e a apuração de débitos e pagamentos. Além disso, o sistema também gera relatórios automatizados sobre:

  • contribuintes que ultrapassaram o sublimite;
  • maiores contribuintes de ISS;
  • declarações de substituição de locação de serviço;
  • arquivos como PGDASD, DEFIS e DASENDA, entre outros;
  • ISS Devido (declarado e pago);
  • comparativo entre PGDASD X NFSE;
  • situação declaratória de ISS (isenção, redução ou imunidade);

Mudanças no Simples Nacional

Durante o curso também foram abordadas as mudanças geradas pela Lei Complementar 155/2016, que reorganiza e simplifica a metodologia de apuração do imposto devido por optantes pelo Simples Nacional. Além disso, também foram apresentadas as Resoluções 136 e 137 do Comitê Gestor do Simples Nacional.

Entre as mudanças no Simples Nacional estão os novos limites de faturamento, os sublimites de ICMS e ISS, a tributação progressiva e nova forma de cálculo da alíquota efetiva. Durante o curso também foi destacada a entrada de novas atividades no regime de tributação, a alteração na nomenclatura das ocupações, inclusões e exclusões de ocupações, entre outros aspectos.

Quer saber mais sobre como funciona o G-Simples ou receber detalhes sobre a contratação? Entre em contato pelo email ciga@ciga.sc.gov.br.

 

Foto: Shutterstock